Não vai ficar bem! Pelo menos agora não.


'Talvez eu seja só uma garota no meio de alguma coisa que nem ela mesma sabe explicar. Esse fardo de ter que ser mulher o tempo todo, de engolir o choro e levantar a cabeça, de não poder correr atrás porque a gente tem que valorizar a porra do orgulho no lugar das outras coisas… Eu quero poder cuspir o choro, me trancar num quarto com quantas almofadas eu quiser e ter o direito de não falar com ninguém porque eu não quero ouvir das pessoas que “tudo vai ficar bem”. Não vai ficar bem! Pelo menos agora não. E eu sei disso. Eu quero poder ser menininha, mulherzinha e todos esses inhas que os homens dizem que eu não posso usar de jeito nenhum. Eu quero correr atrás de alguém que eu realmente goste e queira aqui comigo, e que se danem as minhas amigas que me mandam correr na esteira e esperar que ele venha aqui, sentada. Eu odeio ter que malhar. Você acha que eu tô meio inchada? Acho que vou começar uma dieta na segunda. Não vai falar nada? Ah, vai! Me deixa sozinha agora e volta só depois de um tempo…'