"Só o desejo inquieto que não passa

Faz o encanto da coisa desejada.

E, terminamos desdenhando a caça

Pela doida aventura da caçada."

(Mário Quitana in Canção do dia de sempre)