Estou carente, eu assumo!




Quando chega a noite na hora de dormir, ao deitar-me na minha cama uma saudade enorme de ter alguém para enviar uma SMS: ‘Boa noite, sonhe comigo! Já estou com saudade! Bjim’ me domina.
Tô carente de receber uma SMS no meio da madrugada e acordar com um sorriso e uma certeza: ‘ele tava pensando em mim’.
Tô carente de ter borboletas no estômago, de sorrir com cara de boba ao lembrar-me ‘dele’.
Tô carente de dengar e ser dengada. De falar de maneira tão melosa que os outros tenham gastura de nós.
Tô carente de encher o saco das minhas amigas de tanto falar ‘nele’.
Tô carente de passar o final de semana quietinha só a base de muito beijo, abraço, filme, pipoca, brigadeiro & outras coisitas mais.
Tô carente de ficar deitada com a cabeça em cima do peito ‘dele’ só ouvindo seus batimentos cardíacos depois de um dia cheio.
Tô carente de implicar, morder e beliscar.
Tô carente de ter alguém pra presentear e passar as datas comemorativas juntos.
Tô carente de fazer programinhas de índio. (mais quem disse que alguém liga pro programa  estando em ótima companhia.)
Tô carente de fazer planos, sonhos e juras.
Tô carente de planejar e realizar uma noite romântica.
Tô carente de querer bem.
Tô carente de afeto.
Tô carente de desejo.
Tô carente de amasso.
Tô carente de alguém.
Tô carente de amor.
Alguém ai quer me adotar?