Ela sorriu e pensou: ‘isso começou a ficar divertido.’




Ela era uma garota que não ficava parada enquanto estava em uma festa, se tivesse música ela estava dançando. Ele era um tipo sedutor/cafajeste que sempre estava rodeado de mulheres e bebidas nas festas.
Eles sempre se esbarram nesse tipo de ambiente. Mais nunca se falaram. Ele sempre olhava pra Ela enquanto ela extravasava na pista de dança, Ela sempre percebia os olhares dele, mais nunca correspondia Ela achava Ele 'cafachorro' demais pra isso.
Até que num certo dia eles foram apresentados formalmente por um amigo em comum. Ela pensou: 'Até que ele é um pedaço de mau caminho. ' e Ele sorriu como quem quisesse dizer: 'Você ainda vai ser minha.'
No outro dia por mero acaso ou trapaça do destino eles estavam frente a frente no aniversario do amigo em comum deles. Cumprimentaram-se e seguiram, Ele pra mesa de bebidas reabastecer o copo e Ela foi conversar com alguns amigos.
Naquele dia Ela estava mais quieta do que o de costume e pode perceber que mesmo rodeado de gente e bebida, Ele não perdia uma oportunidade de olha-la.
Então Ela começou a pensar numa possível aproximação. A festa terminou e cada um seguiu seu caminho.
Antes de dormir Ela se lembrou daquele olhar penetrante Dele, como se tivesse vendo através de sua roupa e se duvidar além da sua pele. Onde Ela escondia seus maiores segredos e desejos. Foi dormir imaginando o que seria que ele escondia atrás daquele sorriso e daquele olhar.
Na manhã seguinte Ela entrou na internet para verificar seus e-mails e teve uma surpresa Ele estava convidando Ela pra fazer parte de seus amigos em uma rede social. Ela sorriu e pensou: ‘isso começou a ficar divertido. ’ E aceitou seu convite, mal confirmou a amizade e Ele já estava falando com Ela.
O papo fluía como se os dois fossem ‘amigos’ há anos, Ele sempre soltando suas indiretas e Ela fingindo que não percebia suas investidas.
Numa dessas conversas Ele falou que se sentia como um palhaço, aqueles de picadeiro mesmo. Que se maquiava com sorrisos pra não mostrar o que realmente carregava no peito... Des de então Ela só o chama de Palhaço e quer descobrir o que se esconde atrás de toda aquela maquiagem.
Continua (eu acho)....

Baseado nos meus devaneios. Se você identificar algum trecho do texto não será coincidência.

Diandra Muniz em uma madrugada quente de domingo.