E toda noite dizia baixinho antes de dormir: que saudade danada de você.



Faz um mês que estou vivendo e morrendo todo dia de saudade.
Dias, apressem o passo. Por favor!