só pro teu coração ouvir.



Quero ser teu bem, teu dengo, teu chamego de domingo no sofá. Quero tua mão na minha, teu nariz perdendo o rumo na curva do meu pescoço, teus dentes marcados na minha pele macia, tua boca pra roubar meu frio, teu corpo pra trazer calor. Quero a chuva escorrendo na janela do quarto com a casa vazia. Nossa respiração embaçando os vidros, o silêncio da madrugada pra te sussurrar “te amo” no pé do ouvido, só pro teu coração ouvir.