Assunto: Andei perguntando por você. (Dos emails que não mandei. #1)

Talvez...

Tenha sido um sonho e nada mais,
Mas eu fiquei assim.
Talvez...
O teu sorriso não me deixa em paz,
Você ficou em mim ♪ - Talvez, LS Jack






Oi..
Meus dias andam se arrastando agora, afinal cada dia que passa é um a menos (ou mais sei la) , mais um a menos pra quer mesmo? Não há propósito algum. Talvez seja menos um dia pra sentir saudade e lembrar, mas como diria Caio f.: ‘ o que não é visto, não é lembrado’. E o tempo costuma diminuir a lembrança cada vez mais. E talvez seja isso, menos um dia pra lembrar, menos um dia.
Sinto muito sua falta, tenho tido dias muito difíceis e queria uma Pessoa pra me ajudar a atravessar eles. Não tá fácil, mais não vou desistir de levantar todo dia em busca de sorrisos sinceros e atingir meus objetivos.
Não resisti e andei perguntando por você, numa tentativa ‘desesperada’ de te ‘sentir’. Queria saber como você está; saber se você está bem. E principalmente por que você partiu. Mais ninguém tem noticias suas. Ou então não quiseram me falar. Bom, espero que você esteja bem. 
Ainda me dói responder sobre ‘nós’ quando me perguntam.  Ainda sangra toda vez que me falam ‘que pena, estava torcendo por vocês’ ou ‘que triste, achei que vocês combinavam tanto. ’ Nos últimos tempos é o que mais faço, sangrar.
Mais jajá eles esquecem, igual me mandam fazer. Ainda não consegui, pra falar a verdade ainda nem tentei. Como já te disse uma vez, acho que devemos sofrer, chorar, ficarmos tristes o tanto que precisamos, antes de colocar a plaquinha no coração ‘ há vagas’!